Archive for julho \31\+00:00 2009

Olha o passarinho!

julho 31, 2009

Calma, não tô dizendo que é um menino, não. É que essa imagem escura do post é a primeira foto do concepto… Quer dizer, do feto. Agora, nosso filho [ou filha] já é um feto, mas na época da foto ainda era um concepto…

primeira-ultra

Nosso filho é a mancha clara no meio da mancha escura e as linhas amarelas no meio da imagem marcam o coração.

Essa ultra foi feita no dia 6 de julho [sim, esse post tá bem atrasado] e no dia nosso bebê tinha sete semanas e cinco dias e 1,4 centímetros. Ainda não fizemos uma ultra nova, mas de acordo com os muitos livros que temos [sério, são muitos], o bebê já tem seis centímetros.

É isso. Assim que a próxima ultra for feita [daqui a alguns dias], publicamos aqui as novidades.

Vivendo e aprendendo

julho 28, 2009

Pros novatos, é sempre bom receber dicas de como cuidar melhor do bebê que tá vindo. Se você puder acrescentar à biblioteca alguns livros [até para consultas posteriores], faça. Esses livros são tão completos, que as vezes surpreendem até quem já teve filhos. Agora, se a grana tá curta, apele pra internet. A grande rede [perdoe-me o clichê] é uma excelente fonte de informação e desinformação [o que pode ser muito divertido].

1013

Podia jurar que uma dose de pinga era saudável...

Um bom lugar pra se tirar umas dicas valiosas é o Cool Stuff: time for a laugh [clica aê]. Não se deixe enganar pelo nome, aprendi muita coisa com os caras de lá. Afinal, quem diria que um moleque não poderia usar o All-star do papai pra coçar a boca equanto nascem os dentinhos?

6 dedos????

julho 27, 2009

Hoje fomos mais uma vez ao Dr. Pedro. Foi a segunda consulta e puxei da bolsa a listinha das dúvidas que acumulei nas últimas semanas.

  • Preparação do seio para amamentação? Muito cedo.
  • Novos exames? Sim! Depois do dia 5 de agosto farei mais uma ultrasonografia, que mostra como o bebê está e se o desenvolvimento é o esperado.
  • Alguma ultra vai mostrar se o bebê terá 6 dedinhos no pé? Não. Nem as mais avançadas devem mostrar tantos detalhes. Até porque muitas vezes o sexto dedinho nem tem osso!!! A curiosidade para saber se o bebê vai puxar os titios vai ficar pra hora que o/a conhecermos. De qualquer forma, já vai ficar tudo combinado para deixarmos o sexto dedinho na maternidade se for o caso! 😉
  • Cremes para o corpo? Os que escolhi, são ótimos, devo continuar com eles.

Tirando isso, Dr. Pedro foi enfático quanto aos carboidratos. O bebê não aproveita NADA dos carboidratos. Além disso, toda atenção especial às proteinas. Quanto mais, melhor. Elas vão formar o cérebro do nosso bebê e vão ser fundamentais lá na frente quando ele começar na escola. Portanto, muito bifinho pro filhote passar de ano direto! 🙂

Primeiro desejo

julho 17, 2009

Hoje tive o primeiro desejo da gravidez. Na verdade é difícil identificar os desejos, porque sempre amei comer coisas doces, gordurosas e engordativas, mesmo não estando grávida. Mas vamos ao que interessa.

Sonhei com o McDonald’s!!! Acordei sentindo o cheiro dos nuggets e da batata frita!!! Não tive dúvida: tomei um banho, me arrumei e 11h30 estava dentro do McDonald’s mais perto de casa. Como eu já teria que ir ao Largo do Machado, me senti menos culpada. Não ficou aquela sensação se sair de casa que nem louca e pegar um ônibus só por causa de um desejo.
Ah, eu resisti ao sundae. 🙂

Primeira Ultra

julho 10, 2009

Eu chorei (claro). Thales ficou perplexo. Vovó Vera emocionada. Que emoção ver nosso (a) bebê – que está mais pra um girininho – pela primeira vez na ultra. A gestação completou 2 meses essa semana e ele (a) tem incríveis 1,5 cm. E o coração bate muuuuuito forte, lindo!

A primeira consulta me rendeu a melhor das dicas até agora. O remédio que o Dr. Pedro Pasqualete me deu para enjoos salvou meus dias! Consigo comer com alguma alegria e não me sinto mais como se fosse explodir a qualquer momento.
Consegui comer bolo no aniversário e curtir os muuuuitos presentes que ganhei para nosso (a) filhote. A capacidade de me concentrar continua pequena e o sono enooooorme, mas faz parte, né?

A próxima tarefa é ler e estudar muuuuito!!! Há tantas coisas que devo saber e que não tenho idéia. Ontem não consegui nem responder pra que serve um cueiro! Coitado do meu filhote!!!

Pé de pato, mangalô, três vez

julho 10, 2009

Enquanto não descobrimos se o concepto [adoro essa palavra] é menino ou menina e a galera aposta todo as fichas numa opção ou noutra, resolvi apelar pra forças ocultas pra descobrir o sexo do bebê. Então, duas simpatias foram feitas.

Com a consultoria da minha mãe, fizemos duas simpatias populares e inofensivas que prometem revelar o sexo da criança. Pegue agora um lápis e uma caderneta e anote a receita:

1) Você vai precisar de uma faca, um garfo, duas almofadas, um sofá [podem ser duas cadeiras, também] e uma grávida.

Refogue a faca e o garfo e depois misture tudo numa panela por apenas 20 minutos. A porção serve até 15 pessoas. Sem a grávida saber, coloque o garfo debaixo de uma almofada e a faca debaixo da outra. Depois, mande a grávida escolher uma almofada pra sentar [o sofá é pra grávida não precisar sentar no chão]. Se a grávida sentar sobre o garfo, você terá um menino. Caso sente na faca, será menina.

2) A segunda simpatia é bem mais simples e exige menos apetrechos que a primeira, afinal, basta que a grávida tenha uma das mãos pra dar certo. Antes de explicá-la, no entanto, gostaria de fazer uma recomendação. Se você estiver grávida, não leia essa simpatia. O ideal é que você pare aqui e peça pra que alguém leia pra você. Pra ela funcionar, depende do desconhecimento total de suas técnicas. Recomendação feita, continuemos.

Essa simpatia consiste basicamente um pedido e uma reação ao pedido. Sério, é banal. Peça pra grávida mostrar as mãos. Se ela mostrar a palma das maõs, será menino. Se mostrar as costas das mãos, será menina.

Bem, como dizia lá no comecinho, eu resolvi colocar em prática essas duas simpatias e o resultado você sabe agora: Mari sentou no garfo e mostrou a palma das mãos.

Do tamanho de um amendoim

julho 9, 2009

Como disse no post anterior, fui pela primeira vez a um conslutório ginecológico e qual foi minha surpresa ao descobrir que é igual a todos os outros consultórios médicos que já entrei na vida. Uma mesa, vários cartazes sobre doenças e remédios, uma balança e mais um monte de coisinhas que tem em consultórios. Na boa, a sala de um veterinário é bem mais interessante.

A consulta não foi bem lá uma consulta. Na verdade, foi mais uma conversinha rápida pra saber quais deveriam ser nossos primeiros passos etc e tal. Rápido, indolor e sem graça. Sim, sem graça. Esperava que alguma coisa nova fosse acontecer, sei lá. Pelo menos o dia não foi perdido.

Eu teria ficado muito frustrado se o dia terminasse com um simples bate-papo com o ginecologista, mas pra alegria da galera, o médico sugeriu que fôssemos pra uma clínica pra fazer a primeira ultra do bebê. E fomos.

Tinha grávida a dar com o pau esperando pra fazer exames mil na clínica e como a gente não tinha hora marcada, fomos obrigados a esperar um bom tempo. Chegada a nossa vez, migramos da sala de espera pra um consultório cheio de máquinas estranhas e apetrechos que poderia jurar ter visto em filmes com câmaras de tortura. Teria medo se não estivesse tão ansioso com a possibilidade de ouvir pela primeira vez as batidas do coração do meu filho.

Na verdade, quando se espera pela primeira ultrassom, imagina-se que grandes surpresas podem ser reveladas: o sexo da criança [o que seria um milagre], se são gêmeos ou não [mesmo sem casos na família], que já se passaram mais semanas do que a calculada pelo ginecologista [hoje o concepto completa oito semanas e um dia] etc. Posso justificar esse momento insano como ansiedade?

Bem, voltando ao que importa e resumindo tudo: a médica veio, fez a ultra na Mari e confirmou a idade do meu filho [como já disse, oito semanas e um dia, hoje] e o tamanho [1,4 cm] entre outros dados. É isso, por enquanto, meu filho é quase um amendoim.

Mais ou menos desse tamanho, aí

Mais ou menos desse tamanho, aí

Mari já pegou o resultado do exame e em breve mostrarei pra vocês a primeira foto do meu filho [preciso criar um álbum no Flickr pra colocar as fotos do blog].

Lendas e mistérios

julho 6, 2009

Hoje, pela primeira vez, vou entrar num consultório ginecológico, um mundo repleto de mistérios e lendas… pelos menos pros homens. Quero deixar claro que vou apenas como acompanhante da Mari, afinal, o que um ginecologista poderia fazer por mim, né? Bem, mais tarde postamos as novidades da consulta.

Um beijo e um queijo.

Tudo novo

julho 2, 2009

Que notícia!!! Coração disparado, ainda tentando assimilar a novidade. Esses primeiros dias pareceram aniversário: muitos abraços, parabéns, presentes (todos muito pequeninos, é verdade), ligações e mimos. 

Na verdade, queria alguma coisa mais sublime pra contar, mas o que sinto é bem simples: felicidade + sono + ansiedade + enjoo.

Eu e Thales estamos começando a viver um sonho antigo, que dividimos desde o início do namoro. Já está sendo incrível. Daqui em diante, serão muitas dúvidas, preocupações e muuuuuitas alegrias.