Posts Tagged ‘exame’

Reta Final

janeiro 31, 2010

Lá se vão dois meses desde que escrevi aqui pela última vez. A combinação trabalho + cansaço + calor + dor nas costas me deixou longe do computador à noite, quando costumava escrever aqui.

Tantas e tantas coisas aconteceram nesse tempo. Chegamos ao tão esperado nono mês da gestação!!! Há 13 dias, na última ultrassonografia que fizemos, o Luiz Henrique já tinha aproximadamente 49 cm e 3,200 kg. Com o cálculo de que ele ganha, em média, 200g por semana, ele deve chegar a quase 4kg até nascer.

Esse tamanho, aos poucos, está acabando com as minhas esperanças de parto normal. Nosso filhote está na posição certa, mas ainda não está ‘encaixado’ e dificilmente conseguirá. Paciência.

Na última consulta, o coração quase explodiu de nervoso quando o Dr. Pedro olhou os exames e disse: “Não chega ao Carnaval!”. Na sexta-feira, na próxima consulta, teremos uma previsão mais aproximada do dia em que finalmente conheceremos o Luiz Henrique. Haja coração.

As malas estão prontas e a partir dessa semana não trabalho mais. O objetivo é tentar descansar e arrumar as últimas coisas que faltam na casa. Duro vai ser segurar a emoção. Ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai, tá chegando a hora!!!!

Anúncios

Qualquer semelhança…

novembro 24, 2009

Quanto mais se aproxima a hora em que vamos conhecer o Luiz Henrique, aumenta minha curiosidade. Como ele vai ser? Tranquilo? Agitado? Risonho? Sério? Implicante? Vai ter as manias da mamãe ou do papai? Ou vai ser diferente dos dois?

É claro que ainda fica aquela pergunta: vai parecer com quem? Vai ser a cara da mamãe, do papai, dos avós, dos tios? Aqui e aqui você já pode ter uma idéia de como o Luiz Henrique é.

O que mais assusta é como o tempo passou rápido, como falta pouco e como ainda temos muito a aprender. Até há pouco tempo ele ainda era um amendoim, depois evoluiu para um girino e agora já tem carinha de bebê…

O primeiro quadradinho é do dia 06 de julho e ele ainda não parecia nem de longe um humaninho, com pouco mais que 1cm… Na ultra seguinte, feita em agosto, ele tinha só 6 cm, mas já tinha um rostinho e a médica conseguiu medir o osso do nariz e fazer um dos exames mais importantes de toda a gravidez. Mesmo sendo um feto tão pequenino, já foi possível ver que era um menino. Emoção total e muuuitas lágrimas!!!

Na terceira ultra, tivemos a confirmação: era o Luiz Henrique que estava a caminho! No fim de outubro fizemos a ultra morfológica, a mais demorada até agora. Tudo foi medido, checado. Ele estava muito bem, já com mais de 700 gramas, mas não quis aparecer muito não. Ficou irritado com tanto assédio e o máximo que conseguimos ver do rostinho foi aquele pedacinho do quadrado 4.

Na última ultra, há pouco mais de uma semana, mais uma vez ele estava ótimo e deu uma ‘prévia’ de como ele será. Agora nos resta preparar tudo que falta, fazer alguns cursos e roer as unhas de ansiedade para conhecê-lo. Se as contas estiverem certas, faltam 87 dias para descobrirmos como ele é!!!

Encontro marcado

novembro 19, 2009

Os momentos mais divertidos, emocionantes e de grande ansiedade na gravidez são as ultrassonografias. É quando a gente consegue ver um pouquinho do Luiz Henrique e saber se ele está bem.

Os chutes diários – e agora são muuuuitos – já acabaram com aquela sensação de ‘ele está mesmo lá? ele está bem?’. Mas vê-lo e saber que tudo corre como deveria é muito bom.

Ontem nos encontramos com o Luiz Henrique mais uma vez. O exame da vez era uma ‘dopplerfluxometria’ para ver se a corrente sanguínea dele está funcionando bem, se o cordão umbilical está cumprindo seu papel e avaliar risco de pré-eclâmpsia. Tudo estava ótimo.

Só que esse exame não mede o bebê nem faz estimativa de peso. Já tínhamos sido avisados que quase não veríamos o Luiz Henrique, mas a médica era ótima e viu que nós estávamos ansiosos por encontrá-lo.

O Luiz Henrique não quis colaborar muito, foi um pouco implicante (não sei a quem ele puxou!!!! hihihihihi), colocou as duas mãos no rosto e não deixou a gente ver muita coisa. Mas deu pra tirar uma ‘fotinho’. Vejam como ele está gordinho!!!! 🙂

Veja a lata do Luiz Henrique

outubro 28, 2009

LH-ultra

Esse é o Luiz Henrique ou pelo menos o que a ultrassonografia morfológica apresentou como sendo meu filho. A ultra morfológica é um exame muito importante, pois é quando se avalia de forma mais completa a anatomia do bebê [peguei isso no Fetalmed] e se descobre se o moleque tem algum problema etc e tal. Pra resumir, dá um medo danado fazer esse exame e ao mesmo tempo é um dos mais esperados pelas mamães e papais, pois é nele que podemos ver pela primeira vez a lata do moleque.

Ok, eu sei que essa imagem não é lá muito nítida, mas já podemos criar a mais nova polêmica do QdB: Luiz Henrique se parece com a mãe ou com o pai?! Tem até fotinha pra ajudar…

LH-ultra-2

Você pode responder a essa elaborada pergunta na enquete abaixo.

Finalmente

agosto 22, 2009

ultra-2

Eu sei que demorei um bocado pra me manifestar… Sinto muito, mas foi muito difícil processar todas as novidades que pintaram ou se realizaram depois da segundo ultrassom. Fizemos o exame três dias depois do dia dos pais e o resultado, em uma data tão forte pra mim, não poderia ser outro: é menino e como sempre planejei vai se chamar Luiz Henrique — o nome do meu pai. Pra completar, veio a confirmação de que o menino pode nascer no dia do aniverário da minha avó paterna, 19 de fevereiro.

Vou confessar que ainda não processei tudo, mas pelo menos, agora, consigo escrever alguma coisa sem ter vontade de chorar [pode me chamar de fresco]. Estou muito feliz [como há muito não me sentia] e não vejo a hora de levar meu moleque pra jogar bola ou ler gibis do Superman pra ele e quem sabe assistir filmes de zumbi [os preferidos do papai] antes de dormir.

Mais uma coisa. Não sei se você notou, mas troquei a header do blog. Acho que ela tá mais menininho, não acha?

Logo mais vou publicar aqui no blog o vídeo com o Luiz Henrique pererecando na barriga da mamãe.

[]s

É MENINO!!!!!

agosto 12, 2009

A médica ria, dizia que só daqui a duas semanas será possível dar certeza, mas não adiantou de nada disfarçar. Eu, Thales e os dindos vimos a prova: é um MENINO!!!!! Os dindos Dani e Rê estão de férias no Rio e foram ver o exame. A pressão deu certo! Antes mesmo da médica falar, o papai gritou: tô vendo um piruzão!!!! 🙂

Enquanto nos arrumávamos pra ir pro exame o papai achou que veríamos um menino hoje e acertou. Vovô Jorge e titia Bárbara disseram desde o início que seria um menino. E aqui no blog, a Ana Luiza, a Bia e o Felipe acertaram suas apostas!!

O exame em si (exame da translucência nucal) era muito importante e mostrou que o bebê não tem nenhum traço de síndrome de down. Ele já mede 6,5 cm e amanhã a gestação completa 13 semanas. Nosso bebê agora não tem mais aspecto de girino. Ele já tem jeitinho de bebê e mexe muito os braços e pernas, lindo!!!!

A previsão de parto é dia 19 de fevereiro, na ressaca do Carnaval. Se isso se confirmar, segue a tradição da família de repetir datas de aniversário: 19 de fevereiro era o dia do aniversário da Vovó Santinha. Será que teremos um bebê de Aquários (até dia 19/02) ou de Peixes (a partir do dia 20/02)?.

Em que data for, Luiz Henrique será muito bem-recebido!!! A gente já te ama muito, filhão!!!

Ah, sou péssima para escanear papéis e colocar filminhos na internet, então isso fica pro Thales fazer depois.

Pé de pato, mangalô, três vez

julho 10, 2009

Enquanto não descobrimos se o concepto [adoro essa palavra] é menino ou menina e a galera aposta todo as fichas numa opção ou noutra, resolvi apelar pra forças ocultas pra descobrir o sexo do bebê. Então, duas simpatias foram feitas.

Com a consultoria da minha mãe, fizemos duas simpatias populares e inofensivas que prometem revelar o sexo da criança. Pegue agora um lápis e uma caderneta e anote a receita:

1) Você vai precisar de uma faca, um garfo, duas almofadas, um sofá [podem ser duas cadeiras, também] e uma grávida.

Refogue a faca e o garfo e depois misture tudo numa panela por apenas 20 minutos. A porção serve até 15 pessoas. Sem a grávida saber, coloque o garfo debaixo de uma almofada e a faca debaixo da outra. Depois, mande a grávida escolher uma almofada pra sentar [o sofá é pra grávida não precisar sentar no chão]. Se a grávida sentar sobre o garfo, você terá um menino. Caso sente na faca, será menina.

2) A segunda simpatia é bem mais simples e exige menos apetrechos que a primeira, afinal, basta que a grávida tenha uma das mãos pra dar certo. Antes de explicá-la, no entanto, gostaria de fazer uma recomendação. Se você estiver grávida, não leia essa simpatia. O ideal é que você pare aqui e peça pra que alguém leia pra você. Pra ela funcionar, depende do desconhecimento total de suas técnicas. Recomendação feita, continuemos.

Essa simpatia consiste basicamente um pedido e uma reação ao pedido. Sério, é banal. Peça pra grávida mostrar as mãos. Se ela mostrar a palma das maõs, será menino. Se mostrar as costas das mãos, será menina.

Bem, como dizia lá no comecinho, eu resolvi colocar em prática essas duas simpatias e o resultado você sabe agora: Mari sentou no garfo e mostrou a palma das mãos.

Do tamanho de um amendoim

julho 9, 2009

Como disse no post anterior, fui pela primeira vez a um conslutório ginecológico e qual foi minha surpresa ao descobrir que é igual a todos os outros consultórios médicos que já entrei na vida. Uma mesa, vários cartazes sobre doenças e remédios, uma balança e mais um monte de coisinhas que tem em consultórios. Na boa, a sala de um veterinário é bem mais interessante.

A consulta não foi bem lá uma consulta. Na verdade, foi mais uma conversinha rápida pra saber quais deveriam ser nossos primeiros passos etc e tal. Rápido, indolor e sem graça. Sim, sem graça. Esperava que alguma coisa nova fosse acontecer, sei lá. Pelo menos o dia não foi perdido.

Eu teria ficado muito frustrado se o dia terminasse com um simples bate-papo com o ginecologista, mas pra alegria da galera, o médico sugeriu que fôssemos pra uma clínica pra fazer a primeira ultra do bebê. E fomos.

Tinha grávida a dar com o pau esperando pra fazer exames mil na clínica e como a gente não tinha hora marcada, fomos obrigados a esperar um bom tempo. Chegada a nossa vez, migramos da sala de espera pra um consultório cheio de máquinas estranhas e apetrechos que poderia jurar ter visto em filmes com câmaras de tortura. Teria medo se não estivesse tão ansioso com a possibilidade de ouvir pela primeira vez as batidas do coração do meu filho.

Na verdade, quando se espera pela primeira ultrassom, imagina-se que grandes surpresas podem ser reveladas: o sexo da criança [o que seria um milagre], se são gêmeos ou não [mesmo sem casos na família], que já se passaram mais semanas do que a calculada pelo ginecologista [hoje o concepto completa oito semanas e um dia] etc. Posso justificar esse momento insano como ansiedade?

Bem, voltando ao que importa e resumindo tudo: a médica veio, fez a ultra na Mari e confirmou a idade do meu filho [como já disse, oito semanas e um dia, hoje] e o tamanho [1,4 cm] entre outros dados. É isso, por enquanto, meu filho é quase um amendoim.

Mais ou menos desse tamanho, aí

Mais ou menos desse tamanho, aí

Mari já pegou o resultado do exame e em breve mostrarei pra vocês a primeira foto do meu filho [preciso criar um álbum no Flickr pra colocar as fotos do blog].

Dois meses depois…

junho 29, 2009

Nos últimos dois meses, fizemos obras no apartamento, nos mudamos, arrumamos a casa, adotamos a Carlota… ufa. Fizemos um bocado de coisa, o que a gente não sabia é que tinha mais alguém com a gente, participando de tudo isso.

dois-meses-depois

Sete semanas [talvez oito] se passaram e essa pessoinha [menino ou menina] esteve o tempo todo conosco. Somos uma família maior agora e com certeza mais feliz.